sábado, 12 de setembro de 2015

EFEMÉRIDES NAVAIS

(O brigue Pedro Nunes)

A 12 de Setembro de 1857, o Infante D. Luís é nomeado Comandante do brigue Pedro Nunes.

EFEMÉRIDES


A 12 de Setembro de 1297, foi assinado o Tratado de Alcanizes, que definiu a fronteira terrestre de Portugal, considerada a delimitação de fronteiras mais antiga do mundo. Foi assinado por D. Dinis  e Fernando IV rei de Leão e Castela.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

EFEMÉRIDES NAVAIS

(Malaca no séc XVI)

A 11 de Setembro de 1509, chega a Malaca  Diogo Lopes de Sequeira à frente de 4 navios.

OCEANOS


A 11 de Setembro de 1944 nascia aquele que mais tarde veio a ser o OCeano Leopoldo Bastos Jorge.
Um Abração de parabéns e que repitas esta data inúmeras vezes..
Queremos a tua presença cá nos 75 anos!

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

EFEMÉRIDES NAVAIS

   Goa (gravura do holandês Jan Huygen van Linschoten, que lá viveu entre 1583 e 1589)

A 10 de Setembro de 1568, chega a Goa a armada levando o Vice-Rei D. ... Luís de Ataíde, que foi o 10º Vice-rei da Índia (1568-1571) e um dos mais notáveis do século XVI. Alguns anos depois voltou a Goa, por ter sido nomeado como 12º Vice-rei da Índia (1578-1581).

Nota: O texto em azul bem como a imagem e respectiva legenda são uma contribuição do OCeano ARC.

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Almoço OC (08Set2015) visto pelo JTA

 (Os 11/10 que compareceram, o HVC não almoçou - falta de apetite!)


Notas: a) Para ampliar, "clicar" sobre as imagens;
           b) Para aceder às imagens acima (e a outras também obtidas pelo JTA), todas individualizadas e transferíveis, podem seguir esta ligação.

EFEMÉRIDES NAVAIS

(NRP Guadiana, em serviço de 1915 a 1942)

A 9 de Setembro de 1939 é constituída a Força Naval da Metrópole.

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Almoço OC (08Set2015)

Nesta reentrada de actividades OCeânicas compareceram 11/10 OCeanos. Houve um, o VC, que embora estando presente no início do banquete (o que não é nada habitual) negou-se a levar o compromisso até ao fim e não almoçou ... que tinha tomado o pequeno almoço há muito pouco tempo e lhe faltava o apetite. Já passava da uma da tarde!!! Enfim, deu um abraço ao pessoal e zarpou! Esperemos que para a próxima tome a primeira refeição bem mais cedo e se apresente em condições de cumprir a tarefa almoçaral por inteiro.



Nota: a) Para ampliar as imagens, "clicar" sobre elas;
          b) Para aceder às fotografias individualizadas e transferíveis podem seguir esta ligação.

“O Estatuto Militar, o “EMFAR” e a lógica paradoxal. Algumas inquietações”


Com o título acima indicado foi publicado no JDRI mais um artigo do OCeano JPN. Parabéns ao nosso OCeano por mais esta contribuição para a boa compreensão do que se vai passando no âmbito da política de Defesa Nacional. 
"O financiamento da Defesa Nacional e das FFAA tem vindo a resultar, desde há muito, sobretudo, de decisões casuísticas e de critérios de oportunidade política, nunca assentes, como deveria, em racionais de continuidade e muito menos em linhas de evolução conhecidas e consistentemente sustentadas e assumidas. Tal como ontem, o propósito tem sido sempre o da redução das despesas.
Se até aqui o objeto principal dessa redução vinham sendo os “recursos materiais”, ressentindo-se aí, de uma forma mais evidente, o Sistema de Forças, a partir de agora, e de forma bem mais marcada, o alvo passou a ser, também os “recursos humanos”, as “Despesas de pessoal”, o Homem, e a necessidade de aí se concretizarem, igualmente, ganhos e poupanças."

Nota: Para aceder ao texto integral do artigo podem seguir esta ligação.

EFEMÉRIDES NAVAIS

(V. da Gama apresenta a D. Manuel as primícias da Índia)

A 8 de Setembro de 1499, chega a Lisboa de regresso da descoberta do caminho maritimo para a Índia, Vasco da Gama.

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

Náufragos (II)

( O Gamo em 1907)

Na sequência da "onda" do Speedy de 31 de Agosto (ver aqui) recebemos o seguinte comentário:
"Na sacristia da Igreja Matriz de Caminha existe um ex-voto ( no caso um meio casco) do lugre Gamo, com a seguinte legenda :
"Ao Bom Jesus dos Mareantes - João José da Silva Caldas - Caminha, 11 de Julho de 1917". As indicações que recolhi referem que o ofertante era então o capitão do navio, o qual estava registado em Lisboa. Embora não seja de todo impossivel é pouco provável existirem, ao tempo, dois lugres com o mesmo nome. Será que o Speedy pode esclarecer a situação ?    
Já agora, e igualmente para o Speedy, se não estou em erro o chamado planisfério de Cantino ( alegadamente elaborado cerca de 1502 e que não tenho tido oportunidade de ver qualquer reprodução) apresenta a ilha de Madagascar já com esta designação e não como ilha de S. Lourenço.
Abraço amigo do E. Gomes" 

( Pormenor do planisfério de Cantino)
Nota: Para ampliar, "clicar" na imagem.

domingo, 6 de setembro de 2015

Efemérides navais



Longe de mim roubar o lugar ao prolífico rememorador de efemérides, mas acontece que nesta data, em 1620, o Mayflower se fez ao mar rumo ao Novo Mundo...

OUTRAS ESTÓRIAS OCEÂNICAS



A história Oceânica do Speedy, lembrou-me outra também Oceânica, que me chegou há muito, muito tempo e que por tal pode não ter os contornos muito nítidos mas cuja essência julgo corresponder à realidade.
Determinado OCeano, na ocasião condutor de um veículo automóvel e um outro condutor de uma pequena carrinha de caixa aberta, disputavam um local para estacionar o respectivo veículo numa zona onde o pretendido não era fácil.
Mais ágil, o OCeano ocupou o lugar, tendo o outro pretendente sentido que tinha sido injustamente prejudicado no seu direito, por si entendido preferencial ao lugar. Assim, e certamente após breve mas inconclusiva troca de palavras, quem sabe se já não muito amistosas, agarrou numa barra de ferro que pelos vistos o acompanhava para ajudar a resolver de forma expedita situações de conflito que se lhe deparassem e avançou decididamente para o seu oponente com a intenção de fazer valer o seu direito ao lugar.
O nosso OCeano, pessoa calma mas tão decidida como prevenida, imediatamente empunhou uma pistola que “por acaso” o acompanhava e avançando por sua vez para o camionista disse-lhe:
- Oh meu grande …, ou  largas já essa … ou levas já um tiro nos … (reticências cujo significado, ficando embora à larga imaginação do leitor, são da inteira responsabilidade do narrador).
O homem, em estado de choque perante tão séria mas convincente ameaça, passando de imediato de uma confiante superioridade para um estado de incondicional percepção dos argumentos contrários, largando a barra de ferro e pondo-se ao fresco, berrava com quanta força tinha:

- Com pistolas não vale! Com pistolas não vale!

ESTÓRIAS OCEÂNICAS

(O Terreiro do Paço nos anos sessenta)

Aqui vai mais uma estória acerca de um feito de um OCeano. Passa-se creio eu, no ano em que o dito OCeano era Guarda-Marinha.
Ia ele a conduzir o seu carro para a Doca da Marinha quando teve um incidente com um condutor de táxi. O táxi seguiu-o e na passagem de peões do Terreiro do Paço tiveram que parar. O condutor do táxi saiu do seu carro e veio discutir com o OCeano, ele com toda a sua fleuma estava calado. Nisto a fila de carros começa a movimentar-se e então o OCeano pegou na ponta da gravata do condutor e fechou a janela e começou a andar devagarinho. Era ver o condutor preso ao carro do OCeano pela gravata e aos berros. Então o OCeano empunha uma faca de mato e corta a gravata do homem libertando-o por fim do incómodo reboque, com a risada dos peões que assistiram ao caso.
Não sei a completa veracidade da estória mas foi assim que corria na altura de sermos Guardas-Marinhas.

OCEANOS


A 6 de Setembro de 1942 nasceu aquele que mais tarde se transformou no OCeano Vacas de Carvalho.
Um brande abraço de parabéns e que repitas esta data por muitos anos.

EFEMÉRIDES NAVAIS

(Bernardo de Sá Nogueira de Figueiredo, Visconde de Sá da Bandeira e Ministro da Marinha em 1858)

A 6 de Setembro de 1858 deu-se a reorganização do Ministério da Marinha.