sábado, 5 de setembro de 2015

Parabéns, Selva


Parabéns ao Selva, que finalmente tem um parente altamente bem colocado. Já não era sem tempo.

EFEMÉRIDES NAVAIS

(Forte de S. João em Mascate, actual Forte de Al-Jalali)

A 5 de Setembro de 1507, Afonso de Albuquerque conquista e manda incendiar a cidade de Mascate.

sexta-feira, 4 de setembro de 2015

CURIOSIDADES


Cerca de 1950 foram abertas vagas para as oficinas da base aeronaval de S. Jacinto. Concorreram bastantes jovens da região e o curioso era que como nome próprio era usado o nome Roboredo; Manuel Roboredo, Joaquim Roboredo, Roboredo João etc. Este facto intrigou os oficiais de S. Jacinto, tendo na altura o então 2º Ten. Pil. Av. Simões Teles (  mais tarde Alm. Teles e Pai do OCeano Simões Teles) resolvido investigar, até porque sendo da região conseguiria decifrar a questão.
Depois de uma aturada investigação apurou o seguinte: por volta de 1930 havia um piloto da Aviação Naval que gostava de fazer manobras e piruetas durante o voo, para regalo das populações ribeirinhas. Assim quando um avião fazia manobras dizia-se, lá vai um Roboredo.
Quando nascia uma criança do sexo masculino com um avião a voar nesses momentos era-lhe dado o nome de "Roboredo" para dar sorte.
Creio que o OCeano Simões Teles chegou a conhecer algum dos Roboredos na sua meninice.

EFEMÉRIDES


A 4 de Setembro de 1479 foi assinado entre os reis de Portugal e Castela o tratado de Alcáçovas estabelecendo que todo o mundo a ser descoberto a sul do paralelo das Canárias pertenceria ao reino de Portugal.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

OCEANOS, O INÍCIO 1962

(A Escola Naval)

A 3 de Setembro de 1962, já lá vão 53 anos, 60 jovens estão prontos a embarcar na Doca da Marinha, numa vedeta que os irá levar até à Base Naval para depois de uma caminhada entrarem na Escola Naval. São originários dos mais variados lugares mas o que os liga naquele momento é o sonho de poderem ser Oficiais de Marinha.
Estas semanas de Setembro destinam-se a uma recruta para em Outubro começarem os estudos académicos. São enquadrados por um grupo de Cadetes do Curso Nuno Tristão, começando logo a apreender o sentimento de camaradagem, quase exclusivo dos militares.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

OCEANOS


A 2 de Setembro de 1945 nascia aquele que veio a ser o OCeano Simões Teles.
Um grande abraço de parabéns e que repitas por muitas vezes esta data.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

EFEMÉRIDES NAVAIS

(O aviso Pedro Nunes)

A 1 de Setembro de 1502, chega a Lisboa de regresso da sua 2ª viagem à Índia, Vasco da Gama.

A 1 de Setembro de 1942, o aviso de 2ª classe Pedro Nunes, resgata 14 náufragos do navio inglês Clan Mc Whister afundado por torpedeamento em 26 de Agosto de 1942.

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

NÁUFRAGOS

(João Mano, o capitão do Gamo)

Já quase no fim da 1ª Guerra Mundial, a 31 de Agosto de 1918, o lugre bacalhoeiro Gamo, do porto de Aveiro, foi interceptado por um submarino alemão na posição  46 02N  032 32W. A tripulação (42 homens) a embarcar nos 13 doris do bacalhoeiro sem tempo para recolherem mantimentos, e afastarem-se enquanto o submarino afundava o lugre a tiro. O Capitão português reuniu todos os doris e decidiu rumar a Sul em direcção aos Açores, tentando ser recolhido por algum navio que passasse perto. Entretanto a partir do dia 1 de Setembro o mau tempo apareceu em força. Cruzaram-se com vários navios entre os quais um canadiano, mas nenhum deles prestou auxílio.
Os pescadores só queriam saber se estavam perto de terra. O capitão ajudado pelo piloto, que trouxera um sextante, mentia aos pescadores dizendo que pelas contas da navegação deveriam avistar as ilhas açoreanas no dia seguinte. O piloto para dar mais veracidade fingia que lia as alturas do Sol com o sextante e fazia uma contas para determinar a posição. Entretanto o pessoal de um dori  resolveu seguir caminho por sua iniciativa e perdeu-se. Só a 9 de Setembro exaustos e no limiar das suas forças é que ao fim do dia avistam a ilha do Faial, e chegam a terra auxiliados por pescadores locais. Recolhidos e tratados pelos faialenses conseguiram sobreviver. Esta aventura de cerca de 470 milhas  foi comandada pelo capitão do lugre, saldou-se apenas com a perda de 5 pescadores do dori que tinha desistido de navegar em grupo..
Resta dizer quem era o Comandante do lugre: João Fernandes Mano (o Agualuza), que mais tarde comandou a barca Foz do Douro na viagem de Santos para Leixões em que embarcou o Alm. Gago Coutinho para os seus estudos de navegação quinhentista.

domingo, 30 de agosto de 2015

SAGRES NA HORA DO ADEUS 1964


30 de Agosto de 1964, suspendemos de manhã de Cascais e aí vamos nós pela Barra Norte rumo à BNL. Os pilares da ponte que eram tão pequeninos agora já estão quase prontos.
Atracamos no cais 1 da Base. Depois da volta à faina, tempo para despedirmo-nos da guarnição. Formatura geral para saudar o Comandante.
Viagem fantástica onde nós formamos homens e camaradas e em que granjeamos a amizade dos oficiais. Obrigado a todos.

P.S. Faltou relatar muitos episódios, uns porque a memória  má  não ajudou mais, outros porque não poderão ser contados aqui, por exemplo: o filho do Cap. Allan Villiers que embarcou nas Bermudas para N. Y. dormia todo vestido e debaixo de cobertores, tinha medo de quê, não é P.A.?