sexta-feira, 22 de março de 2013

O Sistema de Forças


O "Jornal de Defesa e Relações Internacionais" publicou mais um texto do OCeano JPN onde este aborda, mais uma vez, a temática das Forças Armadas e da Defesa Nacional. 
O autor sintetiza o artigo do seguinte modo: "O Sistema de Forças Nacional não nasce por geração espontânea. Resulta de um exercício complexo de planeamento - estratégico e de forças - e se assim não suceder, o resultado mais evidente será a entrada em disfunção do próprio sistema de forças existente, ou a inviabilização de um outro, diferente, mais conforme com o momento estratégico atual e com a sua expectável evolução."
O artigo, muito claro e instrutivo, tem por título completo " As Forças Armadas e o instrumento da sua missão - o Sistema de Forças" e pode ser lido seguindo esta ligação.

Crise? Qual crise?

Ana Maria Fernandes e a EDP

A receber mais de 250 000 por mês também eu superava a crise ... safa, senhores, ainda dizem que não há dinheiro! Para ler AQUI.

segunda-feira, 18 de março de 2013

Os estudantes e os concertos

Nos jornais de 3ª feira passada foi profusamento noticiado o êxito que foi o concerto do JUSTIN BIEBER. Pavilhão Atlantico cheio, a transbordar, chegando a haver pais que vieram trazer os seus filhos a Lisboa (faltando às aulas desse dia!) para que os meninos estivessem presentes. Muito bem!
A dúvida é saber se algum dos estudantes que hoje tanto gritaram contra o governo por causa das propinas não foram os que pagaram o bilhete para irem ao concerto da passada 3ª feira (que eu saiba a entrada não era livre e gatuita!). Se eram, algo está mal nesta República! Há dinheiro para umas coisas e não há para outras? Mas também é certo que não há notícia que alguem se insurja na quantidade de concertos que continuam a ser levados ao palco e que naturalmente alguem os paga. Ou será que faz parte do estado social?
É certo que tem havido muita injustiça e que muita gente está em situação mais que difícil. Mas também muita falta de coerência...

domingo, 17 de março de 2013

O Euro ... até quando?


No meio da actual crise os dirigentes europeus não podiam ter dado um sinal de maior confiança no sistema bancário e trataram de ir aos depósitos dos cidadãos cipriotas (ver aqui) ... um aviso para todos nós?