sábado, 10 de janeiro de 2009

PARABENS

O nosso OCeano (F.....) acaba de ser eleito , pela Assembleia da Republica, como membro da Comissão Nacional de Protecção de Dados.

Estamos safos. Já não devemos ser presos pelos "blog" , que são dados pessoais.

Mas querem ver que ele vai arranjar uma desculpa qualquer para não colaborar mais no "Água aberta"?

Incompatibilidades, vai alegar o Camarada eleito

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

PORTARIA

Sem mais comentários aqui vai o texto da portaria do senhor acima que resolve um momentoso caso da crise que se vive em Portugal ... assim vai a Justiça na nossa terrinha!!!

"Ao abrigo dos nº 1 e 2 do artigo 90º do Estatuto do Ministério Público, aprovado pela Lei nº 47/86, de 15 de Outubro, e alterado pelas Leis nº 2/90, de 20 de Janeiro, 23/92, de 20 de Agosto, 10/94 de 5 de Maio, 33-A/96, de 26 de Agosto, e 60/98, de 27 de Agosto, conjugado com o nº 2 do artigo 18º do Estatuto dos Magistrados Judiciais, aprovado pela Lei nº 21/85, de 30 de Julho, alterada pelo Decreto-Lei n º 342/88, de 28 de Setembro, pelas Leis nº 2/90, de 20 de Janeiro, 10/94, de 5 de Maio, 44/96, de 3 de Setembro, 81/98 de 3 de Dezembro, 143/99, de 31 de Agosto, 3-13/2000, de 4 de Abril, 42/2005, de 29 de Agosto, 26/2008, de 27 de Julho, 52/2008, de 28 de Agosto, e 63/2008, de 18 de Novembro, manda o Governo, pelo ministro da Justiça, que seja aprovado o modelo do colar para uso em ocasiões solenes do procurador-geral da República."

Nota: Visto no "Correio da Manhã" de 09Jan09.

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Ordem unida

Para irem treinando todas as manhãs, talvez para o ano possam ir fazer uma demonstração ao sr. 1º Ministro, enquanto os estabelecimentos militares de ensino cantam as Janeiras…

Mas o que é isto?

Andei no Colégio Militar no tempo da outra senhora. Se na altura me dissessem que tinha que ir cantar as Janeiras ao sr. Presidente do Conselho eu riria a bandeiras despregadas. A ideia seria estapafúrdia, nenhum general da altura se lembraria de tal e o visado, de certeza , não admitiria tamanha sabujice. Mas aconteceu ontem; os estabelecimentos militares de ensino, com o ministro e o Chefe de Estado-Maior à frente, foram cantar as Janeiras ao sr. 1º Ministro. Porquê?Que conceito de Estado é este? Que educação estão a dar aos jovens alunos? Que tipo de dependência se vislumbra aqui?

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Salvamento


Mais uma baixa na regata Vendée-Globe. A duzentas milhas do Cabo Horn o barco PRB, de Vincent Roux, virou-se. Outro concorrente e um navio tanque, o Sonangol Kassange, aproximaram-se e o concorrente acabou por ser recuperado pelo VM Matériaux, de Jean Le Cam. Como se pode ver na foto, o bolbo da quilha desapareceu. Afinal o naufrago teve muita sorte em ter outros por perto num local daqueles...

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Cabíssimos

Ao consultar a nova grelha salarial dos militares deparei com um facto, no mínimo, bizarro. É que existem no Exército seis postos de praça! São eles soldado, segundo cabo, primeiro cabo, cabo adjunto, cabo de secção e cabo-mor. Como existem diuturnidades, a estes seis postos correspondem dezasseis níveis de remuneração!!! Não é isto um espanto?
Esta situação, que do ponto de vista funcional não tem qualquer razão de ser, tem um passado que a explica. Primeiro foi a diferença de conceitos do que era um cabo na Marinha, no Exército e na Força Aérea, que provocava diferenças gritantes; segundo foi a profissionalização que fez criar carreiras de praças (!). Assim, soldado soldado só mesmo o recruta, aos outros soldados chamam-se cabos.
Isto sim, está a pedir Simplex.