sábado, 13 de setembro de 2008

THE SPECIAL ONE

O NRP Cacine, o mais antigo navio-patrulha da Armada Portuguesa ainda em actividade(1969), chega hoje aos mares da Madeira.O navio, que saiu na passada segunda-feira da Base Naval de Lisboa, é um dos quatro ainda em actividade e vem render o NRP Zaire, que desde Janeiro tem feito a sua missão nos mares da nossa Zona Económica Exclusiva e que, ao que tudo indica, deverá voltar à Região dentro de três meses. É que, registe-se, a cada vez mais reduzida quantidade de navios com aquelas capacidades na Armada Portuguesa e presentemente só existem no activo o “Cacine”, o “Zaire”, o “Save” e o “Cuanza” dos dez iniciais. As características das missões atribuídas aos navios aqui destacados — a fiscalização das embarcações de pesca e de recreio, o apoio ao parque Natural da Madeira e, não menos importante, as missões de busca e salvamento — não permitem, a estes últimos dois, continuar a cumprir as suas missões em segurança, estando agora confinados à Base Naval de Lisboa a às Zonas Maritimas do Norte e do Sul.Além disso, o navio balizador “Schultz Xavier”, que nos últimos anos tem feito missões na Região, está inoperacional neste momento e espera-se que saia dos estaleiros onde está a ser alvo de uma grande reparação, já a tempo de cumprir a missão de três meses que se inicia no final de Outubro. Torna-se, por isso, cada vez mais imperativo que os Navios Patrulhas Oceânicos saiam dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, para que possam, como prometido, reforçar a ZEE da Madeira, até porque, com a operacionalidade da flotilha a continuar assim, será difícil, dentro de pouco tempo, à Marinha, conseguir garantir a soberania nacional nas águas territoriais portuguesas. O NRP cacine´`e comandado pelo 1º ten. Pedro San Emetério Rodrigues
Noticia JM

Leilão

Esta jovem menina/senhora quer leiloar a sua (dela) virgindade na Internet ... diz que está precisada de dinheiro para os seus (dela) estudos. Há sempre uma primeira vez para tudo!!!
Podem ler a notícia e respectivos comentários aqui.

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

Adivinha


A que país pertence esta selecção de futebol?

quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Congresso "Mares da Lusofonia"

Aqui fica informação sobre o Congresso dos "Mares da Lusofonia". O nome é pomposo mas o esforço foi grande para produzir este evento. Consultem o programa e verão que não será a "chapa" habitual". A inscrição é gratuita.

CONGRESSO “OS MARES DA LUSOFONIA”

1. A Comissão “D. Carlos -100 anos”, constituída sob a égide da Fundação D. Manuel II, tem vindo a levar a cabo diversas iniciativas assinalando o centésimo aniversário do falecimento do Rei D. Carlos, com as quais se pretende dar a conhecer as múltiplas facetas da personalidade deste insigne Chefe de Estado português. D. Carlos, para além de Homem da Ciência, da Cultura e do Mar, teve especial preocupação com os territórios africanos então sob jurisdição portuguesa, com o seu desenvolvimento e com a sua integridade, numa época em que as pretensões sobre eles, por parte de outras potências europeias, tiveram significativa expressão. Pretende-se agora, através da evocação de El-Rei D. Carlos, organizar um Congresso subordinado á temática “Os Mares da Lusofonia”, reunindo num espaço de debate alargado e politicamente descomprometido, um conjunto de personalidades lusófonas, de saberes multidisciplinares, no âmbito das ciências do mar. Pretende-se ainda contribuir para o alargamento e para a disseminação dos conhecimentos científicos relativos ao uso dos espaços marítimos e encontrar áreas comuns de cooperação, que potenciem o desenvolvimento das “economias do mar” dos diversos países de expressão portuguesa.
2. No passado os oceanos foram já parte importante no intercâmbio de culturas, pessoas e bens entre os países lusofonos; hoje, e no futuro que se avizinha, as áreas marítimas sob jurisdição de cada um destes países representam um factor extremamente importante para o seu desenvolvimento e para a sua economia. O conjunto das suas Zonas Económicas Exclusivas têm uma área de cerca de sete milhões de quilómetros quadrados e cobrem significativa porção do Oceano Atlântico e estendem-se pelos Oceanos Indico e Pacifico. São áreas imensas, que cada país, por si só, terá dificuldade em explorar e tirar o usufruto que elas podem e devem proporcionar. Mas, em conjunto, será possível contribuir para o alargamento e para a disseminação dos conhecimentos científicos e encontrar espaços comuns de cooperação. Com este Congresso pretende-se assim viabilizar uma reflexão acerca da valia dos mares dos países de expressão lusófona nas vertentes estratégica, ambiental e económica e ainda enquanto plataforma de aproximação e comunicação entre povos e culturas. A ocasião da realização do Congresso será propicia, afigura-se, ao estabelecimento de contactos informais entre personalidades, empresas e instituições com interesses comuns, quer de carácter económico quer de carácter académico, ou outro, pretendendo-se que este evento possa constituir um ponto de partida para continuadas e profícuas actividades de cooperação e colaboração. E poderá mesmo ser o primeiro de um conjunto de encontros sobre a temática dos mares, as “Jornadas D. Carlos”, da iniciativa da sociedade civil, a realizar periodicamente e em que a língua de Camões seja o veículo da comunicação comum.
3. O Congresso terá o patrocínio de uma “Comissão de Honra”, presidida pelo Prof. Doutor Adriano Moreira e integra diversas personalidades de destaque, estando a sua concepção e execução a cargo de uma “Comissão Organizadora”, presidida por D. Nuno van Uden. Um “Núcleo Executivo”, chefiado pelo V/Alm Alexandre da Fonseca assegurará o estabelecimento de contactos e as necessárias actividades de coordenação. O Congresso terá lugar nos próximos dias 26 e 27 de Setembro, no auditório da Gare Marítima de Alcântara. Informação sobre o programa e intervenientes no Congresso poderá ser encontrada no sítio respectivo, www.mareslusofonia.net, no qual também poderá ser efectuada a inscrição, para quem esteja interssada em participar.

Lisboa, 1 de Setembro de 2008

ONDE ESTAMOS?

O homem que ontem feriu gravemente um outro com três tiros dentro da esquadra da PSP de Portimão vai ficar a aguardar o julgamento em liberdade, mas proibido de abandonar o concelho, segundo fonte judicial. O juiz de Instrução Criminal do Tribunal de Portimão, Pedro Frias, que ouviu o indivíduo esta tarde, determinou, como medidas de coacção, a aplicação de Termo de Identidade e Residência e apresentações diárias na esquadra da PSP.O homem, de 55 anos, ficou também proibido de contactar a vítima e sua família. O autor dos disparos dentro da esquadra, que provocaram ferimentos muito graves num homem de 31 anos, ainda internado no Hospital de S. José, está indiciado pelos crimes de homicídio simples na forma tentada e posse de arma proibida. A inquirição do indivíduo durou cerca de uma hora, entre as 16h00 e as 17h00.O homem que foi baleado está internado nos cuidados intensivos do hospital de São José, em Lisboa, e mantém-se com "prognóstico reservado", segundo fonte hospitalar. O conselho de administração do Centro Hospitalar de Lisboa Central, adianta, em comunicado, que o homem, de 31 anos, está internado na unidade de cuidados intensivos e que a sua situação clínica "é muito grave e com prognóstico reservado".A vítima, atingida com tiros na face, cabeça e tórax, foi transferida para o hospital de Lisboa terça-feira ao fim da tarde, depois de ter passado pelo bloco operatório do Hospital do Barlavento Algarvio, para estabilizar os ferimentos.Em conferência de imprensa realizada ontem, a PSP de Faro informou que antes de os disparos serem efectuados, no interior da esquadra da PSP de Portimão, o agressor, de 55 anos, e a vítima aguardavam "em locais separados" o momento para fazerem as respectivas denúncias.

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Volta...estás perdoado!


Voltamos a ganhar moramente e a jogar melhor!

Já tenho saudade deste senhor. E tu amigo Manel?

O bosão de Higgs

Uma explicação ultra simples das "partículas de Higgs", a razão de ser do Large Hadron Collider que hoje começou a funcionar. Esperam-se resultados para daqui a dois anos!!!

terça-feira, 9 de setembro de 2008

ESTE PAÍS NÃO É PARA VELHOS

Um homem de 31 anos foi baleado no crânio, face e zona abdominal dentro da esquadra da PSP de Portimão . O ferido está a ser transportado, de helicóptero, para o Hospital de S.José, em Lisboa.

O agressor é presente ao juiz quarta-feira.


Falta dizer:..."e tem sérias hipoteses de sair em liberdade."

!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

CAÇADOR...

... só se fôr de tachos ,
Este cavalheiro não se enxerga.
Só nos faz perder, anda vai sei lá para quantos anos a rondar o tacho nas seleções , e nunca se demite ...ou é demitido. E ainda por cima diz que mereçe os parabens.
É preciso ter cá uma lata!!!!!Mas , no reino de Madaíl tudo é possível.
Ao menos mandem o Senhor tirar um curso , co´s diabos.

Vai começar a acelerar

É amanhã que arranca o Large Hadron Collider.
Entretanto, podem ver neste vídeo uma animada descrição daquilo que vai fazer.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Palmeiral

Os Serviços Municipalizados da Praia da Azarujinha estão sempre atentos e prontos a servir o público ... depois do justíssimo reparo do OCeano JNB neste post entraram em acção e esverdearam a palmeira que se mostrava um bocadinho afanadita, coitada. Eis o resultado.

Uma opinião a reter

A propósito da recente crise no Caucaso e das várias movimentações no sentido de integrar a Geórgia e a Ukrania na NATO, o International Herald Tribune publicou um interessante artigo que pode ser lido aqui. Recomendo.

domingo, 7 de setembro de 2008

GOOD NEWS

A Marinha portuguesa vai fazer deslocar uma vez por ano a África um dos seus navios para realizar acções de formação e cooperação técnico-militar com as suas congéneres dos países africanos de língua portuguesa.
De acordo com Luís Proença Mendes, comandante do navio escola Sagres, a iniciativa deverá envolver todo o tipo de navios da Marinha portuguesa.
"A Marinha tem a intenção de mandar um navio todos os anos a África. Poderá não ser sempre a Sagres, que é necessária noutros pontos do mundo. A ideia é aproveitar, por exemplo, a passagem de fragatas para mostrar o resto das operações navais", disse à Agência Lusa o comandante da "Sagres", que fez a viagem inaugural desta iniciativa da Armada portuguesa.
Em Maputo, onde chegaram durante esta semana, o navio escola português recebeu hoje a bordo um grupo de cerca de 40 militares da Marinha moçambicana, na sua maioria fuzileiros, a quem ministrou formação em áreas como o combate a incêndios a bordo ou resposta a ameaças terroristas.
"Estamos a fazer uma actividade de apoio à formação técnico-militar que é um pouco nova para a Sagres, que normalmente faz instrução, visitas às comunidades portuguesas e apoio à política externa do país. Viemos destacar e apoiar os nossos camaradas que estão aqui em cooperação e assessoria técnica", acrescentou.
Na sua segunda viagem a Moçambique (esteve no país pela primeira vez em 1993), a "Sagres" efectuou paragens em Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e Angola, onde efectuou acções semelhantes.
"Não viemos dar cursos nem dar nada de muito complexo, viemos partilhar o nosso navio. Estas marinhas estão em fase de desenvolvimento, estão em fase de formação e não têm navios deste género. Aproveitamos o facto de termos aqui o navio e mostramos ao pessoal que já está formado como é que é a nossa organização", elucidou.
Rosário Gabriel Teixeira, oficial da Marinha moçambicana, saudou a iniciativa da congénere portuguesa, salientando que se trata de uma oportunidade para "recordar" e "pôr em prática" ensinamentos relacionados com a sua formação militar.
"Conseguimos tirar proveito e recordar aquilo que nós somos. Mais importante, pôr em prática e trocar impressões com os nossos colegas portugueses, que são os que nos dão maior apoio nesta área", disse.
Para o militar moçambicano, "era importante haver mais acções deste género".
"Os exercícios e a prática são importantes para não ficarmos esquecidos numa área que exige uma formação contínua", reforçou.
Na segunda-feira, a "Sagres" ruma à cidade da Beira, no centro de Moçambique, onde permanecerá até 17 de Setembro.
Depois regressará a Portugal dobrando o Cabo da Boa Esperança, na África do Sul.
A chegada a Lisboa está prevista para 29 de Novembro.
texto lusa

Encontro de Embarcações Tradicionais 08

Foi este fim-de-semana em Cascais.

Alguns dos participantes deste Encontro na Praia dos Pescadores, durante esta manhã de domingo. De notar que o evento foi abrilhantado pela Banda da Armada.

Ike


O trem de ciclones está a diminuir. Parece que só falta um.

NOMENCLATURA



ESMAGOU , como era de esperar .

E , se calhar , é o que mais convém a todos , i.e., manter o estabelecido.

A UNITA veste outra vez o seu fato de governo e colabora em mais uma fantochada da coligação nacional.

E vamos todos cantando e rindo , brincando ás democracias e ás cidadanias.