sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

É preciso mudar

A directiva aprovada ontem em Conselho de Ministros para as já suspeitadas reformas na estrutura e orgânica das F.A. merece uma leitura na página do Ministério da Defesa Nacional. É tudo ainda vago, mas o busílis virá nos detalhes, como sempre. Vai implicar alterações às leis orgânicas do MDN, do EMGFA, dos Ramos, da LOBOFA e da LDNFA.
O anunciado hospital militar único ficará na dependência do CEMGFA, enquanto que um conselho de saúde militar dependerá do ministro. O Instituto Superior de Estudos Militares regressa à tutela dos chefes militares, mas não diz qual. Está visto que o CEMGFA vai ter competências administrativas no futuro, ao contrário do que agora acontece, em que só tem comando operacional, apesar de 99% dos assuntos tratados por ele e pelo Conselho de Chefes ser de ordem administrativa.
Uma novidade há muito esperada pela classe política e certa imprensa é a criação do Comando Operacional Conjunto, uma perfeita inutilidade que só servirá para criar entropia no sistema. Mas como estava na moda e existe noutros países, nós temos que ter. O que acontece é que nos países onde existe, este comando encarrega-se exclusivamente das forças e contingentes a operar no exterior do país. Países como a Inglaterra ou a França têm 20 ou 30 operações a decorrer nas mais variadas partes do mundo, enquanto que Portugal tem, em geral, três ou quatro de pequena dimensão. Quase quinze anos de com forças nacionais destacadas no exterior sem problemas que não se resolvessem, demonstram que a solução portuguesa era a adequada. Mas como já não há mais nada para mudar na área da Defesa e a palavra conjunto está na moda e tem uma auréola de cifrões, perdão, símbolos do euro, vá de criar mais um orgãozinho de comando para ficar à la page.

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2008

OS "NOSSOS CHEFES"

Muito gostava de saber o que disseram os Chefes Militares (ainda vou escrevendo com letra grande) quando o ministro(?) se meteu no programa das comemorações do regicídio e desconsiderou-os , com um despacho contraditorio ás ordens que tinham sido emitidas.

E já agora pergunto se será competência de um ministro meter-se em tais assuntos (actuação das bandas ????) e o que aconteceria se os Chefes mantivessem as suas legitimas ordens?

IRS


Aleluia! Conforme prometido pela menina da DAS (Marinha) recebi hoje a declaração com os meus encargos de saúde, enviada pelo IASFA. E ainda dizem mal... O que está mal é o novo presidente do IASFA ser um general do Exército na reserva, quando tudo apontava para um almirante. Isto, quem sabe, sabe; e a Marinha nunca soube movimentar-se nos corredores alcatifados.

O PAPA €


E querem ver que o burro , afinal , sou eu?

Mais uma ......com aquelas escolhas!!!!!!

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

O par candidato


Estes estão a safar-se à justa. Será que aguentam até ao fim?

Padre António Vieira

Nasceu há quatrocentos anos, em Lisboa. Camilo dizia que os seus sermões eram "riquíssimos minérios do mais fino ouro pelo que respeita à linguagem" e Fernando Pessoa chamou-lhe o imperador da língua portuguesa. Lutou contra a escravatura no Brasil e, em Portugal, contra a poderosa Inquisição que o proibiu de pregar. Leiam um pequeno e bem actual excerto do seu "Sermão de Santo António aos Peixes", pregado na cidade de São Luís do Maranhão em 1654:
"A diferença que há entre o pão e os outros comeres, é que para a carne há dias de carne, e para o peixe dias de peixe, e para as frutas diferentes meses no ano; porém o pão é comer de todos os dias, que sempre e continuadamente se come: e isto é o que padecem os pequenos. São o pão quotidiano dos grandes; e assim como o pão se come com tudo, assim com tudo e em tudo são comidos os miseráveis pequenos, não tendo nem fazendo ofício em que os não carreguem, em que os não multem, em que os não defraudem, em que os não comam, traguem e devorem… Parece-vos bem isto, peixes? Representa-se-me que com o movimento das cabeças estais todos dizendo que não, e com olhardes uns para os outros, vos estais admirando e pasmando de que entre os homens haja tal injustiça e maldade! Pois isto mesmo é o que vós fazeis. Os maiores comeis os pequenos; e os muito grandes não só os comem um por um, senão os cardumes inteiros, e isto continuamente sem diferença de tempos, não só de dia, senão também de noite, às claras e às escuras, como também fazem os homens."

terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

Máscaras



Só para assinalar o Carnaval do calendário, que já ninguém nota, que o outro carnaval continua a toda a força.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Reciclagem

O chefe dos serviços secretos da Hungria, que estudou seis anos na academia do KGB, em Moscovo, tornou-se agora no presidente do Comité de Informações da NATO! É um cargo rotativo com a duração de um ano, mas já está tudo nervoso. Distrairam-se ou a espionagem já não é o que era. O que é certo é que nesta nova conjuntura internacional as lealdades dos membros da NATO tem flutuado muito consoante o conflito em curso e, com a entrada dos novos membros,haverá ainda muito sapo vivo a engolir.