sábado, 1 de dezembro de 2007

Ciclo dos aniversários natalícios

Termina aqui um ciclo (anual) dedicado a cada um dos OCeanos que foram ficando um ano mais velhos.

Se falhou algum, apresento-lhe desde já as minhas desculpas, com reforçados votos de parabéns porque atrasados.

Para além da agradabilidade de cada visado sentir que os amigos o recordaram especialmente no dia do aniversário, concordaremos que publicitar esse facto, sinónimo do imparável envelhecimento, aponta em sentido contrário.

Assim e quanto ao assunto, uma vez que todos foram recordados (ressalvo o quase atrás referido) da minha parte dou por encerrado o ciclo.

Coelho de Campos




O OCeano é grande mas não é razão para que as suas ondas dele se afastem.
(Re)aparece e junta-te à malta, mesmo que não seja todos os meses.
Um abraço de parabéns com votos de que o possa fazer muitas mais vezes.

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

Ana Brandão de Vitorino de Piães

Mesmo depois da posição pública do próprio Ministro das Finanças, a CGA negou a reforma antecipada a esta funcionária pois considerou que ela "não se encontra absoluta e permanentemente incapaz" para o trabalho. A avaliar pelas imagens que se vêem na TV alguma coisa está errada: ou a senhora está a fingir e quer defraudar o erário público ou a junta médica (do Porto), que a avaliou (sem fazer exames médicos), é claramente incompetente. Fico à espera para ver quem vai ser punido por proceder de forma manifestamente incorrecta. Se a nossa Justiça entrar em acção, suspeito que a doente (?) ainda vai parar ao "xilindró".

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

Almeida Viegas

Estive ontem a almoçar com o Almeida Viegas que, como sabem, sofreu um AVC há uns anos. Fui com o meu irmão e mais malta do nosso curso do Colégio Militar. Fiquei impressionado quando o vi, pois apesar de estar bastante lúcido de cabeça, não mexe a mão direita assim como a perna do mesmo lado e arrasta a voz. Quando teve o AVC estava sózinho em casa (ele é viúvo) e esteve cerca de 24 horas até alguém o ver assim.
Não calculam a alegria que ele teve ao ver-nos, pois parece que apesar de viver com um filho este pouco lhe liga. Foi também um médico muito amigo dele, que o tem acompanhado.
Deixo aqui a sugestão de fazermos um dos almoços num local que ele possa ter acesso (o IASFA tem aquela escadaria que ele não pode usar), pois senti que ele necessita de bastante calor humano e creio que os Oceanos lhe poderão dar. Tenho o telefone de casa dele caso seja necessário contactá-lo.

quarta-feira, 28 de novembro de 2007

CAÇA MULTA que não há ma$$a

Recebo multas da Polícia Municipal e da EMEL quase todas as semanas. Nunca recebia e sou um individuo cumpridor. O Hita também recebe e muito mais gente que me conta.
As que recebo , da PM (não é a militar!!! infelizmente) , são 2 por ir a 59 Kms/hora e a outra a 60 Kms/hora no tunel do Marquês (1 em Julho as outras em Agosto). Vejam a coincidência e o ridiculo.

A da EMEL foi por estacionar 5 minutos num lugar de deficiente , que eu vi sair , e coloquei lá a viatura porque (a idade não perdoa) estava á rasquinha para fazer um xixi e tive de ir a um café.
Isto está bonito. Isto está mesmo bonito

Efeméride

Claude Lévi-Strauss

Antropólogo francês, nascido em 1908, o seu nome encontra-se ligado ao estruturalismo, doutrina que influenciou as ciências sociais e a filosofia no século XX. Analisou as diversas culturas como grandes sistemas de comunicação e construiu modelos baseados na estrutura linguística para melhor as poder interpretar.

terça-feira, 27 de novembro de 2007

ADEUS AMIGO

Fui hoje à despedida do último embarque do António Martins Soares.
O Francisco Vidal Abreu , comovido e amigo , recordou o nosso Camarada , de uma forma sublime , verdadeira e frontal. Fantastico o se ter ouvido o que foi dito.

Um abraço a quem se foi embora , cansado e triste.
Mas deixou obra , como o Museu Marítimo de Macau , que visitei , com ele por cicerone.

TEMOS DE FAZER ALGUMA COISA

Fui hoje à nossa casa. O velho edificio do Ministério , a um andar altíssimo dos serviços financeiros, perguntar se o meu complemento de reforma estava correcto , pois o nosso vigilante Fernão disse-me ter dúvidas.
Responderam-me que sim , estava correcto. Se , porém , aplicassem a lei 25/2000(será?) então eu teria mais . Fiquei radiante e , naturalmente , pedi para aplicarem a dita lei. Já estava a ver retroactivos e tudo....

Não Senhor. Não aplicamos a lei (penso referirem-se a uma lei da Assembleia da Republica de Portugal!!!!) porque um senhor Ministro (Castro Caldas?) disse para se não aplicar.!!!

Fiquei siderado. Então a quem posso reclamar aqui na Marinha?

A NINGUÉM. É o Governo que decide.

Será que eu assisti a isto ou estava a sonhar?

ISTO È QUE O POVO QUERIA

João Soares - site pessoal

vejam a noticia da inglesa com doença PSAS

A crise e os velhos


Por este caminho qualquer dia não temos dinheiro para ir ao barbeiro, como este reformado, um rapaz do nosso tempo. Sim, é o Alain Delon...

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

OS VELHOS QUE PAGUEM A CRISE

Para os que andam distraidos gostaria de lembrar que este mês concretizou-se mais uma medida para a "velhada".
Para a ADM o pessoal na efectividade paga 1,3% (será em breve 1,5%) sobre a remuneração base de 12 meses mas o pessoal reformado paga a mesma precentagem sobre a pensão de 14 meses.
Para um CMG com vencimento "escorrido"no 3º escalão são, neste ano, 3072,83X1,3%X12=479,28€ e para o reformado igualmente "escorrido"seu equivalente são 3547,94X1,3%X14=645,68 ou seja uma diferença que dá para pagar cerca de 332 cafés ou duas caixas de Viagra.

domingo, 25 de novembro de 2007

As Forças Armadas e a Defesa Nacional

Conforme publicitado pelo blogue "A Voz da Abita", a quem peço vénia pela referência, vai ser lançado o Livro "As Forças Armadas e a Defesa Nacional", da autoria do "OCeano" João M. Pires Neves, no próximo dia 6 de Dezembro, pelas 1830 horas, no pavilhão das "Galeotas" do Museu da Marinha.
Quem estiver interessado em saber mais pormenores sobre o evento, pode aceder à notícia naquele blogue, a partir deste nosso.

Naufrágio


Aqui está uma imagem pouco usual nos dias que correm. O naufrágio do navio de cruzeiro Explorer perto do Círculo Polar Antártico, motivado por choque com um iceberg. Os cem passageiros foram salvos depois de estarem quatro horas a boiar nos salva-vidas, com um tempo explêndido. E pagaram para isto...

A partida da família real

Dentro das comemorações da partida da família real para o Brasil, foi anunciada uma recriação do embarque em Belém para ontem às 1500. Compareci e, como eu, muita gente, entre os quais brasileiros, à espera de um espectáculo interessante e cultural. Havia uma zona vedada em frenta à Torre de Belém onde de vez em quando passeavam uns figurantes vestidos à época, uns militares bem fardados e também frades calçando ténis de marca, freiras com as saias pelo tornozelo e saloias vestidas como nos filmes da Beatriz Costa. Entretanto não se passava nada. Havia uma instalação sonora que passava música roufenha e onde alguém de vez em quando falava mas não se ouvia. Dentro da cerca e junto à entrada do forte do Bom Sucesso havia uma zona VIP onde os ditos e os jornalistas tinham a tendência para tapar a visão à populaça que já se começava a impacientar com a espera e com o frio. Nisto aparece um senhor de fato cinzento que resolve mover o gradeamento e reduzir o espaço cénico a metade, deixando metade das pessoas que estavam na primeira fila atrás da turba que entretanto correu a ocupar o novo espaço. Continuavam umas movimentações confusas noutra ponta do terreiro e o tempo a passar. No meio desta confusão chegam dois carros de cavalos com a família real que abriu caminho pelo meio daquilo tudo. Aqui chateei-me e fui-me embora, eram 1600, ciente de que pelo menos em termos de confusão e incompetência, a representação se deve ter aproximado do que foi a realidade. Para a próxima contratem o La Féria em vez de entregarem isto a amadores.

Lê-se e não se acredita

Em artigo no Expresso sobre um diferendo entre a Ordem dos Engenheiros e o ministro Mariano Gago pode ler-se: A OE usa como argumento suplementar que há cursos de engenharia que não exigem Matemática do ensino secundário para alunos maiores de 23 anos. "Muitos dos admitidos não têm o secundário nem o 9º".
Lê-se e não se acredita!
A campanha planeada, persistente, pertinaz e metodicamente aplicada para destruir a educação em Portugal tem autores de que se conhecem os nomes.Estiveram nos governos todos e andam pelos ministérios. Ninguém vai preso?