sábado, 31 de março de 2007

Haydn

É só para seguir as palavras do J.

Bom dia OC!

Franz Joseph Haydn nasceu em Rohrau, na Áustria, no dia 31 de Março de 1732.
Foi um dos mais importantes compositores clássicos e é por muitos considerado o pai da sinfonia clássica e do quarteto de cordas.
Morreu em Viena no dia 31 de Maio de 1809.
Se quiserem celebrar os 275 anos do seu nascimento, ouçam o seu magnífico oratório “A Criação” ou então “As Estações” para alegrar esta tímida Primavera. Mas, com Haydn ou sem Haydn, tenham um bom sábado.

sexta-feira, 30 de março de 2007

G.N.R.

Recomendo a leitura do artigo do General Loureiro dos Santos no Público de hoje, sob o título "Guarda Nacional Republicana; uma força militar porquê?". Termina assim: Se a GNR deve tomar a seu cargo a segurança marítima nas águas territoriais e dispor de meios aéreos próprios, é uma pergunta que deve ser respondida com outra. Pode o país dar-se ao luxo de aumentar ou até duplicar meios dispendiosos e não tirar rendimento daqueles que as FA já possuem?
É bom que se fale já abertamente neste assunto, porque não estou nada esclarecido depois de ler a nova estrutura orgânica da GNR. Julgo que a armadilha ainda está montada.

António Pereira Gonçalves


Do Francisco, filho do saudoso António Pereira Gonçalves, foi recebido o seguinte "e-mail":

" Boa tarde,

Como filho do APG, gostaria de agradecer em nome da família a homenagem prestada ao meu pai, e o facto de passados 5 anos da sua partida ainda se recordarem dele; para a família, especialmente para mim, é algo muito importante. Queria também dizer a todos os que deixaram uma mensagem um muito obrigado.

Com os melhores cumprimentos,

Francisco Pereira Gonçalves
"

Ao Francisco e a toda a família deste camarada e amigo aqui deixamos um abraço de saudade.

Bom dia OC!

No dia 30 de Março de 1922, Gago Coutinho e Sacadura Cabral largaram da doca do Bom Sucesso, no “Lusitânia”, para realizarem a primeira travessia aérea do Atlântico Sul.
Alcançaram Las Palmas nesse mesmo dia e, em 5 de Abril, partiram para Cabo Verde, onde ficaram até 17 de Abril.
Sairam nesse dia do porto da Praia, em S.Tiago, em direcção aos Penedos de S.Pedro, já próximos da costa brasileira. Sem ajuda do vento e devido ao excessivo consumo de gasolina, amararam mesmo à justa junto aos Penedos, tendo o “Lusitânia” ficado irremediavelmente danificado devido ao estado do mar.
Foi-lhes enviado um outro hidroavião mas tiveram novo desastre, do qual sobreviveram graças a um cargueiro inglês. Esperaram até ao dia 5 de Junho para receberem o “Santa Cruz”, no qual completaram a travessia entre Fernão de Noronha e o Recife.
No dia 17 de Junho de 1922 chegaram, por fim, ao Rio de Janeiro.

quinta-feira, 29 de março de 2007

CALOUSTE GULBENKIAN



Eu "PONTE" gosto de três, todos marinheiros e não posso dizer que desgosto da ponte Vasco da Gama mas para hoje, como parece não haver nada de importante para comemorar, já que o J não gosta da irmã Lúcia, lembrei-me deste que faria a 23 do corrente 138 anos. Mais vale tarde do que nunca e ele merece!

29 de Março - A assinalar

Ponte Vasco da Gama
Em 29 de Março de 1998, dois meses antes da abertura da EXPO'98, foi inaugurada a maior ponte da Europa e uma das maiores obras públicas realizadas em Portugal: a Ponte Vasco da Gama. Situada a oriente de Lisboa, a nova ponte liga Sacavém ao Montijo. O início da obra ocorreu em Julho de 1995, depois de uma primeira fase de planeamento que durou sensivelmente 3 anos. Durante este período, duas dezenas e meia de técnicos de quatro empresas produziram uma dezena de milhar de volumes com mais de 9000 desenhos no sentido de planear a nova ponte até ao mais pequeno pormenor. A Ponte Vasco da Gama é composta por seis faixas de rodagem com piso anti-derrapante (estando previsto o alargamento para 8 faixas em 2008), 1200 candeeiros e centenas de pilares extremamente firmes, capazes de suportar impactos até quatro vezes e meia superiores ao terramoto de 1755. Por outro lado, as "asas" laterais do tabuleiros permitem uma melhor resistência ao vento, suportando rajadas até 220 quilómetros por hora. A construção da Ponte Vasco da Gama, com 100 mil toneladas de aço e 730 mil metros cúbicos de betão, envolveu milhares de trabalhadores e custos na ordem dos 180 milhões de contos (897 836 214,7 euros). Desta verba, foram gastos 129 milhões (643 449 287,2 euros) na construção da obra propriamente dita, e os restantes 51 milhões (254 386 927,5 euros) em expropriações de terrenos, realojamento de pessoas e estudos de impacto ambiental. No total, a ponte tem um comprimento de 17,2 quilómetros, 12,3 dos quais em tabuleiros suspensos sobre o rio Tejo. A sua construção mereceu o Prémio da Bienal Ibero-Americana de Arquitectura e engenharia em 2000.
referenciar documento

Bom dia OC!

Nada encontrei que merecesse ser hoje aqui evocado.
Por isso, aqui fica apenas o meu bom dia.

quarta-feira, 28 de março de 2007

Bom dia OC!…

…e um Bom Dia muito especial para o Beirão e também para o Pedro Serradas…

…neste dia em que assinalo o nascimento de Alexandre Herculano de Carvalho e Araújo, um dos grandes escritores da geração romântica portuguesa, que nasceu em Lisboa no dia 28 de Março de 1810.
Herculano, historiador, poeta e romancista, estudou humanidades no colégio dos Oratorianos, mas teve que desistir da Universidade por falta de recursos financeiros da família, que a cegueira do pai agravou.
Forçado a exilar-se em 1831, depois de se ter envolvido numa conspiração contra o regime absolutista de D. Miguel, viveu primeiro em Inglaterra e depois em França, o que lhe permitiu aprofundar os seus estudos literários.
Com a vitória de D. Pedro regressa a Portugal, e em 1839 é nomeado bibliotecário-mor das Reais Bibliotecas das Necessidades e da Ajuda, onde se entrega a um sistemático trabalho de pesquisa, de que resultou, anos mais tarde, a sua “História de Portugal”, cujos dois volumes foram publicados em 1846 e 1847.
Alexandre Herculano morreu em Vale de Lobos no dia 13 de Setembro de 1877.

SANTA TERESA DE ÁVILA






Eu não sou muito destas coisas mas o nosso Almirante Reis é, e, na dúvida, aqui fica o pedido à Senhora, que nasceu neste dia, para fazer uma forcinha por ele.

O Extase da dita é uma das maiores obras primas da escultura do Barroco Italiano realizada por Bernini. Está na igreja de Santa Maria da Vitória em Roma e até põe os ateus a rezar. Um pobre diabo como eu já teve o privilégio de a comtemplar.

terça-feira, 27 de março de 2007

JORGE, AMIGO




Jorge Amigo , o povo e o OC estão contigo

Raça Pestilenta VI


Ao JBR com os desejos de um rápido restabelecimento .


LEMBRANDO COM SAUDADE


Caríssimos amigos oceanos
Hoje vai esta que lembra como era o nosso comportamento durante aquelas copiosas refeições em dias festivos.
Que jovens bonitos e cheios de graça...
Abraços a todos

Bom dia OC!

Já sabem que hoje é o dia da “inspecção das meninas”.
Para além disso, merece ser evocado o nascimento do Almirante Baptista de Andrade no dia 27 de Março de 1811.
Os serviços que prestou, primeiro em Moçambique e na Índia e depois em Angola, onde foi Governador do Ambriz e mais tarde Governador-Geral, valeram-lhe a Torre e Espada e a promoção por distinção a Capitão-Tenente.
Como Vice-Almirante foi Comandante-Geral da Armada e Vice-Presidente do Conselho do Almirantado. Acabou a carreira com uma segunda promoção por distinção, agora ao posto de Almirante.
Morreu no dia 26 de Fevereiro de 1902.

segunda-feira, 26 de março de 2007

DEFESA NACIONAL (IX)

"As Forças Armadas e a “Organização”. O Sistema de Forças (1997), o 11 de Setembro de 2001 e o Sistema de Forças (2004) (IV)". É este o título do mais recente artigo do João Pires Neves sobre as Forças Armadas e que já foi publicado no "Jornal Defesa e Relações Internacionais". Diz JPN que " ... o que é certo é que o processo de reequipamento das Forças Armadas não teve evolução de maior e só depois do 11 de Setembro de 2001 é que a questão da reestruturação das Forças Armadas voltou novamente a ser levantada com ênfase e importância. Afirmava-se mesmo em determinados sectores, que ela poderia beneficiar com a revitalização da discussão em torno da problemática da Segurança e da Defesa, que um pouco por todo o lado iria ter lugar. Muito em especial, na União Europeia, entidade tida como militarmente débil, com pouca ou nenhuma capacidade de intervenção estratégica e por isso com um papel cada vez mais secundarizado nas grandes decisões políticas, de nível mundial."
O texto completo pode ser lido aqui.

Diana Ross - Chain Reaction

Imaginem que já faz hoje 63 aninhos. Como passa rápido!
Mais para mim do que para ela

ADVINHA, AO ESTILO DO PROGRAMA DA TV DAS MENINAS TONTAS MAS BOAS


Quem foi ele, quem foi, que disse:
" Não sou homem compartimentado, com gavetinhas que abrem e fecham. Estou preso às idéias do passado, sinto vontade de me ir embora, não me dou com a nova mentalidade.Isto é só para safados"

Bom dia OC!

Segundo consta no Almanaque do “Portal da História”, no dia 27 de Março de 1781 o Intendente-Geral da Polícia, Pina Manique, decretou a obrigatoriedade da inspecção sanitária das prostitutas.
Tenham uma boa semana.

GIBALTA


Está em arranjo.

Dia Sim, dia Não, ...mas está em arranjos.

Lentamente , mas a coisa vai...

Não se sabe para quê... Mas presume-se que quem vai pagar as obras é o Gago.

E, depois, instala-se aqui o IH.

Está perto da água e, portanto, dos navios!!!!

domingo, 25 de março de 2007

Raça Pestilenta? - V

Quando eu era pequenino (embora já tivesse nascido há uns anos e os meus olhos estivessem bem abertos) a minha Mãe disse-me:”Anda para cima do passeio, meu filho, porque o passeio é que é para as pessoas. As ruas são para os automóveis”.
Anos mais tarde, quando quis tirar a carta de condução, uma das aulas práticas mais importantes do curso de condução, consistia em estacionar, entre dois automóveis, em marcha-atrás, numa rua íngreme do Porto, situada entre a Rua do Campo Alegre e Massarelos, sem tocar nos dois automóveis nem galgar o passeio.
Parece-me que, agora, tais ensinamentos se encontram fora de moda pois é raro encontrar uma viatura estacionada sem ter, pelo menos, duas rodas em cima do passeio.
Quando interrogados sobre as razões de tal anomalia, justificam-se pela pouca largura das ruas, não tendo sido previstas, pelos “tugas” autárquicos, no ordenamento dos respectivos conselhos, a existência de duas faixas de rodagem e duas faixas de estacionamento, eventualmente para não penalizarem exageradamente os “tugas” patos-bravos.
As consequências desta invasão dos passeios são evidentes (não é necessário ser licenciado em engenharia para compreender, basta apenas utilizar a cabeça para outros fins para além de se lhe colocar o chapéu):
1. Deixa de haver espaço suficiente no passeio (cuja largura não é, habitualmente, ampla) para permitir que uma mãe com um carrinho de bebé, ou um deficiente motor, ou um idoso possam passar entre a viatura e a parede ou muro, vendo-se obrigados a ir para a rua, correndo o risco de serem atropelados (sabiam que a maioria dos acidentes mortais rodoviários em Portugal é constituída por atropelamentos?);
2. Adicionalmente, como os passeios não são calculados, do ponto de vista de resistência estrutural, para suportar as pegadas de viaturas (mas apenas de pessoas, se é que foram alguma vez calculados), o estacionamento das viaturas sobre os passeios conduz à cedência do respectivo material, com o aparecimento de irregularidades (covas, etc.) que provocarão necessariamente quedas das pessoas mais débeis ou, caso decidam vir para a rua, evitando as irregularidades dos passeios, correrão o risco de serem atropelados, pelas viaturas que passam.

Pergunta: Somos ou não “TUGAS”, a tal Raça Pestilenta?

Deixo-vos um ponto adicional de meditação: Não serão os “tugas” automobilistas uma espécie de animal mítico, como o Minotauro? Senão vejamos:
Tomemos um cidadão português, tristonho e melancólico, inofensivo.
Tomemos também um veículo automóvel, estrutura mecânica, sem vida nem vontade própria.
Coloquemos esse cidadão ao volante de um veículo automóvel e verifiquemos qual é o resultado: um “tuga” automobilista, ser sem qualquer ponta de educação e de uma agressividade inaudita, um autêntico perigo público!

Tenham uma muito boa semana!

O Paredão de Cascais Foi Ontem Notícia

No noticiário da SIC das 20 horas foi referido que a polícia municipal de Cascais estava a multar os ciclistas que circulavam no paredão, em 24 euros e alguns cêntimos, por não cumprirem o código da estrada, não respeitando os sinais de proibição da circulação de velocípedes.
Dizia um dos ciclistas entrevistados que não se admitia que aplicassem tais multas pois a polícia marítima apenas os informava da proibição. “Então quem mandava no paredão? A polícia municipal ou a capitania?”.
Outro ciclista, “tadinho”, lamentava que não lhe permitissem circular no paredão pois, assim, tinha de se arriscar a circular na marginal (ai, que perigo!), quando no paredão era muito mais seguro! Sugiro eu: Se é assim tão perigoso circular na marginal, autorize-se a circulação no paredão e proíba-se a circulação de velocípedes na marginal! Ou é apenas perigosa a circulação de velocípedes na marginal entre Cascais e S. João do Estoril?
Um terceiro ciclista sugeria a atribuição de horários para a circulação de ciclistas, à semelhança do paredão de Oeiras. Acrescento eu: das 8 às 9 ciclistas, das 9 às 10 patinetes, das 10 às 11 patins e das 11 às 12 peões (sem cães “cagões”). Este horário repetir-se-ia da parte da tarde. À noite permitir-se-ia a circulação de bêbados e peões com cães “cagões”.
Hoje, de manhã, lá estava a polícia municipal a multar mais “tadinhos”!

Permitam-me terminar com a definição de velocípede, aprendida há muitos anos: Veículo de tracção animal, em que a besta vai montada.

Tenham muito bom domingo!